Fascista? Quem?

Imagem
Aqui a Ovelha não tem tido sequer grande vontade em falar neste tema, pois são muitas as palavras impróprias que me sugere. Estou confinada há 43 dias, a sair só para as compras, quase como se fosse uma criminosa, a lavar-me e a desinfetar-me desenfreadamente. Com medo, muito medo, e a tentar que os outros também sintam esse receio pois, neste caso, o medo poderá ser a nossa salvação. Sou católica e, apesar disso, passei a minha Páscoa como um qualquer domingo e critiquei aqueles que não o fizeram, tal como critiquei os que foram para a praia, para a marginal de Vila do Conde ou os que passeiam em romaria pela minha rua. E é por isso que não posso deixar de criticar, ainda com mais intensidade, aqueles que deviam dar o exemplo e que se comportam como aquilo que chamam a quem a se opõe ás suas vontades impostas: fascistas! O termo "fascista" nasce da palavra italiana fascismo (de fascio. "feixe; associação política ou social"). Entre outras coisas, f

Carta Aberta a Cristina Ferreira





Cara Cristina:

Ouvi dizer que cá pelo alto do Minho a malta anda toda indignada contigo. Então tu vais vestir o nosso trajar sem saber como se faz? E toda pintada? Sacrilégio!!!!!
Bem, eu acho que no fim disto tudo, quem sai a perder és só tu. Até tens uma carinha laroca, mas aquilo estava tão mal vestido que só tu é que ficaste mal na fotografia.
Mas tenho a dizer-te que, ao contrário do telefonema inédito do tio Marcelo, não foste a primeira (nem serás a última) a vestir mal um traje minhoto.
O certo é que já se fala de uma onda de indignação generalizada e das muitas cartas de protesto que vais receber nos próximos dias!!! Até uma varredora da cultura (não, não é gralha, tem a ver com o ato de varrer a nossa cultura para debaixo do tapete) se mostrou muito indignada e, diria eu, quase sugere que lhe telefones e pedir desculpa!
Mas agora pergunto eu: quem é que se indignou quando as pessoas que em Viana do Castelo realmente percebiam do trajar foram afastadas? Quem é que promoveu protestos quando foi promovida e incentivada a divisão de grupos folclóricos dentro de uma mesma freguesia? Quem ignorou o valor e endeusou o lixo? Quem é que sempre se esteve nas tintas para a parolice do nosso folclore até descobrir que ali estava o verdadeiro filão? Quem é que ignorou certos tipos de cultura que não eram do seu gosto pessoal? Pois, devem ter sido as mesmas pessoas que gastaram balúrdios, com o teu e o meu dinheiro, para pagar uma telenovela ao teu antigo canal onde não se respeitava a tradição e cultura cigana...
Mais, e mais grave: quem é que andou a emprestar o nosso espólio do Museu do Traje para "arejar", naquilo que deveria ser um caso de polícia?
Por estas e por outras é que te perdoo, com a certeza de que não vais voltar a envergar um traje à vianesa. Mas não te martirizes, pois há atentados bem mais graves dentro da nossa própria "casa".

Cumprimentos da Ovelha Ranhosa

P.S. : Embora haja quem diga o contrário, a minha terra está pejada de virgens ofendidas….


Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta Aberta a Tiago Brandão Rodrigues

Quem tem medo compra um cão!