Fascista? Quem?

Imagem
Aqui a Ovelha não tem tido sequer grande vontade em falar neste tema, pois são muitas as palavras impróprias que me sugere. Estou confinada há 43 dias, a sair só para as compras, quase como se fosse uma criminosa, a lavar-me e a desinfetar-me desenfreadamente. Com medo, muito medo, e a tentar que os outros também sintam esse receio pois, neste caso, o medo poderá ser a nossa salvação. Sou católica e, apesar disso, passei a minha Páscoa como um qualquer domingo e critiquei aqueles que não o fizeram, tal como critiquei os que foram para a praia, para a marginal de Vila do Conde ou os que passeiam em romaria pela minha rua. E é por isso que não posso deixar de criticar, ainda com mais intensidade, aqueles que deviam dar o exemplo e que se comportam como aquilo que chamam a quem a se opõe ás suas vontades impostas: fascistas! O termo "fascista" nasce da palavra italiana fascismo (de fascio. "feixe; associação política ou social"). Entre outras coisas, f

Meli...ah, ah, ah, ah!

Não deixa de ser uma boa notícia a construção de um novo hotel (nem que seja para ficar às moscas a maior parte do ano). Para alguns, isso é sinal de progresso, embora este seja um conceito muito variável. 
Pois, ficámos a saber que o grupo Meliá vai investir 11 milhões num novo hotel no Parque da Cidade. E logo vem o "mostrengo" (figura cara da língua de Camões) dizer de sorriso em banda que isso se deve à grande atratividade de Viana!!!! Uau!!!!
Meu caro "mostrengo", há quem não tenha a memória curta. O grupo Meliá só cá se instala porque os terrenos são ao preço da chuva! Os ditos terrenos, que era suposto renderem milhões e milhões, só foram vendidos ao fim de 12 anos e renderam 8 milhões, provavelmente que não deram para cobrir despesas, indeminizações, processos em tribunal e outros da Vianapólis. Foram várias vezes a hasta pública e ninguém lhes pegou! Foram vendidos depois por dois tostões, provavelmente com outras benesses para quem lá vai construir e às quais a generalidade dos vianenses não tem acesso... 
E, a talhe de foice, o que é feito do investimento de 3 milhões de euros, anunciado em 2015, para um dos hotéis emblemáticos da cidade, o Viana Sol? Será que "encravou" em alguma secretária camarária ou teve um achaque de pouca atratividade do centro histórico? É que por este andar, um dia cai...

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Carta Aberta a Tiago Brandão Rodrigues

Quem tem medo compra um cão!