Fascista? Quem?

Imagem
Aqui a Ovelha não tem tido sequer grande vontade em falar neste tema, pois são muitas as palavras impróprias que me sugere. Estou confinada há 43 dias, a sair só para as compras, quase como se fosse uma criminosa, a lavar-me e a desinfetar-me desenfreadamente. Com medo, muito medo, e a tentar que os outros também sintam esse receio pois, neste caso, o medo poderá ser a nossa salvação. Sou católica e, apesar disso, passei a minha Páscoa como um qualquer domingo e critiquei aqueles que não o fizeram, tal como critiquei os que foram para a praia, para a marginal de Vila do Conde ou os que passeiam em romaria pela minha rua. E é por isso que não posso deixar de criticar, ainda com mais intensidade, aqueles que deviam dar o exemplo e que se comportam como aquilo que chamam a quem a se opõe ás suas vontades impostas: fascistas! O termo "fascista" nasce da palavra italiana fascismo (de fascio. "feixe; associação política ou social"). Entre outras coisas, f

Vamos "chamar os bois pelo nome"?


Hoje a Ovelha está aqui para falar do mundo animal! Apesar de ser Ranhosa, é uma ovelha que não gosta das coisas levadas ao extremismo (ou histerismo) como os movimentos #metoo ou os IRA. Hoje a ovelha descobriu a PETA (não, não é mentira de 1 de abril!). A PETA decidiu que quer acabar com algumas expressões idiomáticas que "trivializam a crueldade animal", afirmando que expressões como "agarrar o touro pelos cornos" ou "matar dois coelhos com uma só cajadada" são insultos racistas e homofóbicos (!?).
Ora bem, meus amigos da PETA, tenho a dizer-vos que o português vos vai dar muito trabalho criativo!!!!! O certo é que, por agora, ainda vos posso mandar "dar banho ao cão" pois são tal e qual uma "barata tonta"! Se não se sentirem bem com isso, só têm dois remédios: ou "atam o cabrito" ou vão "amarrar o burro"! Sim, porque esta ovelha, não é "amiga da onça" nem gosta de "andar com a pulga atrás da orelha"! Sabem como é, "gato escaldado...". 
Bem, mas "voltando à vaca fria", espero bem que a PETA "engula o sapo", porque o racismo e a homofobia não podem ser sempre o "bode expiatório" destes tristes extremismos. As pessoas criticaram esta posição já que, no seu entender, a PETA estava a "vender gatos por lebre".
E já que falamos em português, não nos podemos esquecer do outro lado do Atlântico. Então como ficam os nossos irmãos sem poder "soltar a franga" ou "afogar o ganso"!!!!??? 
Bem, e se não se importam, vou descansar um bocado pois já estou aqui a "pisar ovos"....

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carta Aberta a Tiago Brandão Rodrigues

Quem tem medo compra um cão!