Fascista? Quem?

Imagem
Aqui a Ovelha não tem tido sequer grande vontade em falar neste tema, pois são muitas as palavras impróprias que me sugere. Estou confinada há 43 dias, a sair só para as compras, quase como se fosse uma criminosa, a lavar-me e a desinfetar-me desenfreadamente. Com medo, muito medo, e a tentar que os outros também sintam esse receio pois, neste caso, o medo poderá ser a nossa salvação. Sou católica e, apesar disso, passei a minha Páscoa como um qualquer domingo e critiquei aqueles que não o fizeram, tal como critiquei os que foram para a praia, para a marginal de Vila do Conde ou os que passeiam em romaria pela minha rua. E é por isso que não posso deixar de criticar, ainda com mais intensidade, aqueles que deviam dar o exemplo e que se comportam como aquilo que chamam a quem a se opõe ás suas vontades impostas: fascistas! O termo "fascista" nasce da palavra italiana fascismo (de fascio. "feixe; associação política ou social"). Entre outras coisas, f

Pingo Doce "colado" ao Continente? - Política Económica para Totós


Nos últimos dias dei por mim intrigada com uma obra que está a nascer junto ao Continente da Meadela, mas as minhas suspeitas custavam a confirmar-se. O pedido de licenciamento (a obra não está ainda licenciada) em nada mais me esclarecia pois, vá-se lá saber porquê, nem uma letrinha havia nos espaços que deveriam estar preenchidos. Mas, mais intrigante, é a pressa, o ritmo desta obra, aquela que me habituei a conhecer como a ânsia de tornar o facto consumado e irreversível! E hoje, do outro lado da rua, a confirmação chegou carregada de preocupação: "Então não é que vão pôr ali um Pingo Doce, isso tem algum jeito? A Dona Ovelha não pode fazer notícia?". Sim, a Ovelha pode, porque a Ovelha é jornalista e vai continuar a fazer notícia, apesar de alguns lhe terem vedado o acesso à informação, por medo ou por...vergonha (mas isso são contas para outras instâncias).
Bem, mas regressando à vaca fria, vamos fazer uma pequena viagem no tempo (longa para quem tem memória curta). O Continente foi a primeira grande superfície comercial a "apostar" em Viana do Castelo. Na altura, custou a cabeça a um autarca mas, quem o sucedeu, não tardou em perceber as vantagens de ter ao seu lado o "Tio Belmiro". E durante os sucessivos mandatos essa "empatia", mesmo que forçada pelas circunstâncias, foi crescendo. Foi, durante longos anos, o grande patrocinador das Festas locais, de campanhas solidárias, criou um centro comercial, etc. Embora soubesse que não era santo, sempre admirei o Tio Belmiro, pela sua visão, pelo seu empreendedorismo e, bem ou mal, pelas centenas de empregos que criou na urbe.
Depois veio o "sucedâneo", que ficou irritado com o "dono" e que, só para contrariar e para esfregar o seu ego, toca a fazer tudo ao contrário. E nesse "contrário" entra o Continente. Por meia dúzia de tostões foi afastado do patrocínio da festarola que passou para...o Pingo Doce. Com ele passaram também algumas campanhas solidárias que, diga-se de passagem, perderam e muito. A confirmar-se a intenção da obra, agora o Pingo Doce recebe esta benesse, a de se plantar à porta do Continente!
Nada tenho contra o Pingo Doce, mas não sou cliente. Confesso que sempre gostei do Continente, e que vou continuar fiel, e não pensem que por dizer isto vou ter um carro de alta cilindrada à porta (até porque eu não dou pareceres para hipers).
Onde anda o bom senso? Que tenham aberto o Lidl, ainda estou como o outro, talvez a distância hipoteticamente o justifique... Quem defende os muitos empregos criados pelo Continente (sabemos muito bem como funciona, nesse aspecto, o seu rival)? Onde anda a associação representativa do comércio? A fazer dupla com o "sucedâneo" em petições contra as portagens que acabam por deixar Viana de fora das descidas? Ponham os olhos na Juventus! O Ronaldo ainda não jogou e o investimento feito nele já está pago. Como dizia hoje uma pequenita que eu bem conheço, "before you go to bed, you must become the bed"!
Cheira-me a gato escondido e parece-me que o rabo é muito grande... Mas vamos investigar, e esperemos que isto não se transforme em mais um "cluster" que o vento levou! 





Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carta Aberta a Tiago Brandão Rodrigues

Quem tem medo compra um cão!