Fascista? Quem?

Imagem
Aqui a Ovelha não tem tido sequer grande vontade em falar neste tema, pois são muitas as palavras impróprias que me sugere. Estou confinada há 43 dias, a sair só para as compras, quase como se fosse uma criminosa, a lavar-me e a desinfetar-me desenfreadamente. Com medo, muito medo, e a tentar que os outros também sintam esse receio pois, neste caso, o medo poderá ser a nossa salvação. Sou católica e, apesar disso, passei a minha Páscoa como um qualquer domingo e critiquei aqueles que não o fizeram, tal como critiquei os que foram para a praia, para a marginal de Vila do Conde ou os que passeiam em romaria pela minha rua. E é por isso que não posso deixar de criticar, ainda com mais intensidade, aqueles que deviam dar o exemplo e que se comportam como aquilo que chamam a quem a se opõe ás suas vontades impostas: fascistas! O termo "fascista" nasce da palavra italiana fascismo (de fascio. "feixe; associação política ou social"). Entre outras coisas, f

Quanto já nos custou o Caramuru?



Nunca escondi que nunca gostei do gajo do fio dental. José Rodrigues, que muito prezava, mostrou aqui o seu lado mais infeliz ao prestar-se a esculpir uma estátua ao mais falso herói (que ninguém pode confirmar com seriedade ter sido vianense), cujo único acto heróico foi andar a enganar os indígenas brasileiros e....a "procriar", a "procriar" muito.
E se nunca o escondi (tal como o próprio Caramuru, que põe tudo a nu), também nunca neguei o meu desprezo pela localização escolhida. Uma década depois, o gajo do fio dental, muda-se finalmente do poiso no qual nunca devia ter estacionado.
No decorrer desta década foram apresentadas, pelo menos, 2 propostas de relocalização do gajo do fio dental (CDS e PSD), todas elas chumbadas pelo PS. Aliás, quem fazia parte do Executivo quando a estátua foi lá colocada? A última proposta foi rejeitada em 2015, com os votos contra da maioria Socialista, e quem era o Autarca? O mesmo que agora, e de acordo com o mentor do gajo do fio dental, o mudou de lugar a reboque da oposição... Porque será!?
Só a escultura custou, em 2008, 180 mil euros + IVA. A este valor acresceu a construção da taça circundante e, agora, a sua remoção e relocalização. O gajo do fio dental já nos custou uma boas de umas milenas... Uma despesa que teria sido evitada se houvesse coerência e oportunidade nas decisões. Não houve, nem há. Há "jeitos" e vinganças, nada mais.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Carta Aberta a Tiago Brandão Rodrigues

Quem tem medo compra um cão!